Roberto Carlos celebra a música sertaneja

Na noite dessa quarta-feira (17), no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, Roberto Carlos fez mais uma apresentação especial em comemoração aos seus 50 anos de carreira. Ao lado de 18 convidados, o cantor mostrou o projeto “Emoções Sertanejas”, no qual suas músicas foram interpretadas por grandes nomes da música sertaneja.

O show dará origem a um CD, um DVD, e um especial na Rede Globo, com data de exibição ainda não divulgada.

Na lista dos convidados, duplas como Milionário e José Rico, Chitãozinho e Xororó e Zezé di Camargo e Luciano, e figuras marcantes na história da música sertaneja, como Roberta Miranda, Nalva Aguiar, Sérgio Reis e Almir Sater.

O repertório, todo composto de canções de Roberto Carlos, escapou da mesmice. Canções como “Detalhes” e “Emoções” não foram cantadas por ninguém, nem mesmo pelo próprio anfitrião, e músicas menos frequentes no repertório do cantor, como “Desabafo”, “Por amor” e “No quintal do vizinho”, tiveram espaço, respectivamente, nas vozes de Bruno e Marrone, Leonardo e Almir Sater.

Quando as luzes do ginásio se apagaram para o início da apresentação, uma viola e uma sanfona deram alguns acordes das mais conhecidas cancões de Roberto, enquanto pequenos vídeos com mensagens dos convidados apareciam no telão.

Uma voz, então, ao estilo locutor de rodeio, anunciou a dupla Milionário e José Rico, que subiu ao palco para cantar “A Distância”, e fazer chorar grande parte do público. José Rico, também emocionado, agradeceu à plateia e chamou a atração seguinte, César Menotti e Fabiano, que interpretaram “Proposta”. Era a dupla da geração mais antiga presente no show anunciando a mais nova. E assim foi o ritmo da noite, com um artista chamando o próximo, para a recorrente gritaria geral.

Gian e Giovani surpreenderam com uma versão mais animada de “Eu te amo, te amo, te amo”, muito bem recebida pelo público, para logo em seguida anunciar Martinha, que interpretou “Alô”, sucesso dos anos 1990, e que apresentou metade da música ao piano. Rionegro e Solimões, que cantaram “Sentado à beira do caminho”, também foram bastante aplaudidos.

Outro grande momento da noite foi a parceria da jovem Paula Fernandes com o sanfoneiro Dominguinhos, na canção “Caminhoneiro”. A apresentação teve de ser repetida, por problemas na gravação, e a plateia acabou aplaudindo o fato de poder assistir ao número duas vezes.

O ritmo das apresentações só era quebrado quando havia necessidade de se repetir um número, algo bastante comum em gravações de DVD.

O ápice da animação na plateia foi quando Elba Ramalho anunciou a dupla Victor e Leo, que cantou “Jesus Cristo”. Pela primeira vez o público se levantou, a pedido dos próprios artistas.

A sequência de um artista por música durou por toda a primeira metade do show, e foi interrompida quando Zezé di Camargo e Luciano, após cantarem “O portão”, emendaram  “Quando”, interpretada ao lado do cantor Daniel, a canção mais animada da noite. A fórmula se repetiria mais adiante, com Chitãozinho e Xororó cantando “É preciso saber viver” ao lado de Leonardo, em uma apresentação que lembrou bastante o especial “Amigos”.

Após todos os convidados terem se apresentado, Chitãozinho e Xororó anunciaram, enfim, Roberto Carlos. Depois de um breve agradecimento, o homenageado da noite –que vestia terno branco– cantou “Como é Grande o Meu Amor por Você”, acompanhado de um coro emocionante da plateia, e um efeito visual no cenário que simulava o céu com estrelas.

Quando se encerrou a música, teve início outro momento emocionante da noite. Roberto Carlos chamou ao palco Tinoco, que completa 75 anos de carreira e 90 de vida em 2010.

Após receber uma placa em homenagem à dupla Tonico e Tinoco, o sertanejo se sentiu à vontade e deixou toda a formalidade de lado. Brincando com a idade, Tinoco disse: “Eu dei de mamar pro Roberto” e logo completou: “na mamadeira… eu não tenho material pra isso”, fazendo a plateia rir. Entre uma conversa e outra, foram mais de dez minutos com Tinoco no palco.

Com a homenagem feita – a placa foi entregue por Chitãozinh e Xororó -, Roberto Carlos cantou “Cavalgada”, com um arranjo mais pesado que o habitual, sempre orquestrado pelo maestro Eduardo Lages. Em seguida, Roberto chamou todos os convidados para cantar “Eu Quero Apenas (Um Milhão de Amigos)”, e cumprimentou um por um.

Com um chapéu na cabeça e muito bem humorado, o cantor se despediu dos sertanejos, do público, e encerrou mais uma comemoração aos seus 50 anos de carreira.

Veja abaixo o roteiro da apresentação:

Milionário & José Rico – “A Distância”
César Menotti & Fabiano – “Proposta”
Nalva Aguiar – “As Curvas da Estrada de Santos”
Gian & Giovani – “Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo”
Martinha – “Alô”
Bruno & Marrone – “Desabafo”
Paula Fernandes e Dominguinhos – “Caminhoneiro”
Sérgio Reis – “Todas As Manhãs”
Almir Sater – “No Quintal do Vizinho”
Elba Ramalho – “Esqueça”
Victor e Léo – “Jesus Cristo”
Roberta Miranda – “Eu Disse Adeus”
Zezé Di Camargo & Luciano – “O Portão”
Zezé Di Camargo & Luciano e Daniel- “Quando”
Daniel – “Do Fundo do Meu Coração”
Rionegro & Solimões – “Sentado à Beira do Caminho
Leonardo – “Por Amor”
Chitãozinho & Xororó – “Eu Preciso de Você”
Leonardo e Chitãozinho & Xororó – “É preciso saber viver”
Roberto Carlos – “Como é grande o meu amor por você”
Roberto Carlos – “Cavalgada”
Roberto Carlos e convidados – “Eu quero apenas (um milhão de amigos)”

ANDRÉ PIUNTI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: